quarta-feira, 4 de maio de 2016

Artista caicoense apresenta-se hoje no Teatro de Jales SP




O Grupo de Teatro de Caicó - Trapiá Cia Teatral – foi o único do Nordeste selecionado para Festival de Teatro em Jales SP e Festival Internacional de Blumenau SC. 

A companhia teatral já está no interior paulista, participando do Festival em Jales, inclusive o espetáculo acontece hoje, 04 de maio, a partir das 20h, no Teatro Municipal de Jales. Já em Santa Catarina, o grupo irá se apresentar em julho deste ano, no Teatro Carlos Gomes.

O grupo foi selecionado através do Espetáculo P'S - “Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão que é baseado na obra de Michel Focault, filósofo francês, crítico literário e reconhecido mundialmente como um historiador de ideias. Focault sempre abordou a relação entre poder e conhecimento, destacando como esta relação é usada na forma de controle social.  “Não há relação de poder entre sujeitos livres" dizia.

Então, o Espetáculo P’S - “Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão” tem um contexto social, jurídico e psíquico,  que provoca no público um mergulho nestes laços, ampliando o questionamento em torno do fato. A obra é questionadora e provoca um “saculejo” nas relações em sociedade. O espetáculo é o próprio esmiuçar das relações humanas que provocam esta violência. 

As relações entre psiquiatria e Justiça Penal  são constantemente abordadas por Focault em suas obras, de forma que suas obras continuam sendo influentes para grupos acadêmicos e ativistas. Ele era integrado na luta contra violações aos direitos humanos e era a favor de uma reforma penal.  E vale destacar que o próprio Focault frisava que tinha um pensamento crítico da modernidade. 

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Fotos: 
Espetáculo P'S - arquivo da Trapiá Cia Teatral
Teatro Municipal de Jales - Leonildo Rodrigues 

domingo, 17 de abril de 2016

CIA Será O Benedito realiza ato "Contra o Golpe e a Favor da Democracia" em Caicó, hoje




O artista Emanuel Bonequeiro, estará hoje com a Cia Será O Benedito, levando sua arte para a rua, desta vez levando a voz da manifestação popular em favor da permanência de Dilma Roussef na Presidência da República.

A apresentação intitulada de "Contra o Golpe e a Favor da Democracia" acontece na Praça Dinarte Mariz, antiga Praça da Liberdade, também conhecida como "praça do coreto", no centro de Caicó, a partir das 19h.

Além de fabricar mamulengos de madeira, Emanuel Bonequeiro trabalha com ventriloquia, que consiste em projetar a voz, sem que haja o movimento nos lábios e o som pareça sair da boca do boneco, enriquecendo suas apresentações.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Movimento de Mulheres realizaram ato público #NãoVaiTerGolpe em Caicó


 

O Movimento de Mulheres do Seridó, esteve na manhã de ontem, realizando ato público em favor da permanência de Dilma Rousseff na Presidência da República. O #NãoVaiTerGolpe foi defendido de forma pacífica, reunindo professores, estudantes e comunidade em geral, que esteve no local, e demonstrou seu apoio ao Movimento.

O ato público ocorreu no cruzamento da Av. Coronel Martiniano com Av. Seridó, em Caicó, RN, onde costumeiramente é palco de apresentações, blitz educativas e outras manifestações sociais, artísticas e culturais do município. 

Porém, alguns comerciantes chegaram a entrar em contato com a Polícia Ambiental, de forma que os policiais foram ao local inibir a manifestação. Posteriormente o Movimento de Mulheres esteve na Rádio Rural AM onde relataram o fato, e manifestaram o objetivo do ato, que é de conscientizar a população sobre a situação política em que se encontra o país, apontando pontos de vista que vem sendo ocultos ou minimizados por algumas empresas de comunicação. 

Foto - Movimento de Mulheres do Seridó

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Espetáculo Meninas acontece hoje em Caicó, com entrada gratuita.



Acontece hoje apresentação do Espetáculo "Meninas" da Sílabas C. de Dança, no Salão Nobre da Casa da Cidadania - ao lado do Santuário do Rosário - em Caicó, através do SESC Seridó.

A Sílabas C. de Dança é uma companhia independente, construtora de linguagem própria. com base em estruturas cênicas da dança-teatro. Com a diversidade de influências e ideias, é criado um universo onde as inter-relações humanas são reveladas de forma poética na metodologia da dança-teatro.


O espetáculo é gratuito e inicia às 19h30. Vamos prestigiar. É arte e cultura!

Anna Jailma - jornalista e blogueira

terça-feira, 22 de março de 2016

Timbaúba dos Batistas leva informações sobre Saúde Mental à comunidade



O município de Timbaúba dos Batistas vem desenvolvendo um trabalho que favorece a informação sobre saúde mental, abordando inclusive, depressão e transtorno de ansiedade. 
Desde o ano passado, estudantes, professores e pais dos alunos, tiveram acesso a palestras e dinâmicas de grupo com assistente social e psicólogo, e neste ano já foi iniciado um Grupo de Terapia, com psicólogo do NASF.


O Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF  tem na coordenação a Enfermeira Thaynne Morgana e junto a assistente social Adriana Pereira e ao psicólogo Magnus Kelly, foi idealizado e desenvolvido este trabalho que leva informações sobre  Saúde Mental para serem debatidos junto à comunidade, nas escolas, Unidade Básica de Saúde e Casa de Cultura. Isso contribui de forma efetiva para desmistificar o tema, quebrando a barreira ou ‘tabus’, que inibem o conhecimento sobre o assunto e contribuem para a gravidade das situações.


Em escola de Timbaúba, uma dinâmica foi realizada com estudantes abordando prevenção ao uso de drogas, enfocando o uso de drogas lícitas e ilícitas, resultando na participação dos jovens que se integraram bem ao assunto e apresentaram seus posicionamentos na conclusão do trabalho. Também com estudantes, houve a discussão sobre depressão.

Na Casa de Cultura Elino Julião, de Timbaúba dos Batistas, junto as famílias do município, em especial pais e professores, foi abordado a depressão e outros assuntos que envolvem a Saúde Mental, como o transtorno de ansiedade. O momento foi de informação e esclarecimento diante das dúvidas mais comuns da população.


O trabalho vem tendo resultados positivos, inclusive, possibilitando a criação do Grupo de Terapia para Pacientes com Transtornos de Ansiedade, com acompanhamento do psicólogo Magnus Kelly. O grupo de psicoterapia foi formado ano passado, sendo fruto da informação e conscientização da população. 

Todas as ações tem o apoio e integração da Secretaria Municipal de Saúde e Prefeitura Municipal. 

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - cedidas

sexta-feira, 18 de março de 2016

Palhaços não aceitam comparações entre eles e classe política






Diante das constantes insatisfações do povo brasileiro com os políticos, tornou-se corriqueiro a expressão de que “os políticos fazem palhaçada”. Os palhaços não aprovam a expressão e sentem-se ofendidos, inclusive, expressando em rede social, a desaprovação em serem comparados com políticos. 

A Cia SUNO de São Paulo, publicou “Que fique claro uma coisa: a grande maioria dos políticos não faz palhaçada e sim safadeza. Quisera o mundo fosse governado por palhaços que são seres generosos que vivem para a alegria do outro, mesmo que através do próprio fracasso. Oposto do comportamento de um político. Respeitem estes seres que alegram, iluminam e encantam a séculos. Não desrespeitem esta máscara tão potente e valiosa. Palhaçada é coisa séria!” 

Não é a primeira vez que se escuta falar na insatisfação dos palhaços, por esta comparação com a classe política. É famosa a frase do grande Charles Chaplin, que declarou “Eu continuo sendo apenas um palhaço, o que já me coloca em nível bem mais alto que o de qualquer político.”

COMPANHIA SUNO: Em Santos, interior de São Paulo, foi fundada em 1998, a Companhia Suno, que desenvolve pesquisa de arte cênica, dando destaque a linguagem, a mímica, dança e o teatro, inseridos no universo do palhaço.
A Companhia é formada por Helena Filgueira – formada em Circo pela École National du Cirque Annie Fratelini, em Paris – e Duba Becker, malabarista, acrobata e palhaço, casado com Helena.  Eles contam com 14 espetáculos, apresentando-se em várias cidades pelo país. 

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto - arquivo Cia SUNO

Hoje tem bonecaria e mamulengo em Caicó




Hoje no Terreiro das Artes do Centro Cultural Adjuto Dias, aqui em Caicó, tem bonecaria e mamulengos, às 19h, com o calungueiro do sertão Emanuel Bonequeiro e Ricardo Guti, professor do IFRN e integrante da Cooperativa Brasiliense de Teatro e Circo.

A noite promete música, brincadeiras populares, mamulengo com suas histórias ricas em criatividade, e os famosos bonecos de Emanuel Bonequeiro – que falam “pelos cotovelos”. 

Além de fabricar os bonecos, Emanuel Bonequeiro trabalha com ventriloquia, que consiste em projetar a voz, sem que haja o movimento nos lábios e o som pareça sair da boca do boneco, enriquecendo suas apresentações.

Ricardo Guti destaca a arte circense, brincando, cantando e dançando com a criançada, alternando as apresentações com a arte do mamulengo que traz muita criatividade nos diálogos e histórias que envolvem os mamulengos.

Arte de qualidade e gratuita. Quem puder, leve 1kg de alimento. 

Anna Jailma - jornalista e blogueira

sexta-feira, 11 de março de 2016

Olhai os índios!


A Pinacoteca do Estado em Natal, está com exposição de registros fotográficos, intitulada de “Somos todos uma só raça, somos todos um só povo” que traz 30 fotografias, registrando mais de 40 etnias indígenas durante atividades esportivas.

A exposição tem entrada gratuita e permanece até 10 de abril. O fotógrafo Tasso Pinheiro é o autor dos registros, que foram realizados durante Jogos Mundiais Indígenas 2015. Desta forma, as fotos trazem 20 etnias indígenas brasileiras e 22 de outras partes do mundo.

Anna Jailma
Foto Tasso Pinheiro

Oficina de Cordel 2016 iniciou no Círculo Operário de Caicó




Iniciou ontem, a Oficina de Cordel 2016, da Associação Cultural de Caicó, dirigida pelo poeta Djalma Mota. A oficina acontece às quintas-feiras, no Círculo Operário, bairro Paraíba, às 19h. 

Neste ano a turma conta com mais de 22 alunos, das mais variadas idades e profissões, sendo todos com a vontade de conhecer e fazer cultura popular, através da literatura de cordel. 

Todos os anos acontece lançamento de cordéis realizado pelos alunos da Oficina de Cordel, além das apresentações em vários eventos no Terreiro das Artes, do Centro Cultural  Adjuto Dias.

Para quem ainda pretende participar, basta às oficinas, sempre nas quintas-feiras, 19h, no Círculo Operário. Avante!

Anna Jailma - jornalista e blogueira 
Fotos - Dodora Medeiros