terça-feira, 1 de novembro de 2016

Movimento de Ocupação Estudantil realiza Debate Aberto hoje, na UFRN


“Acreditamos fortemente que só a luta muda a vida e que existe a real necessidade de agirmos agora, pois nosso futuro está em perigo.” 
( Trecho da Nota do Movimento de Ocupação de Caicó)


Continua a Ocupação no Campus da UFRN aqui em Caicó. Entre os que estão ocupando o CERES estão estudantes da UFRN, bem como, estudantes de outras escolas de Caicó. A Ocupação também conta com professores, inclusive de outras universidades. 

Na data de hoje, dia 1º de novembro, haverá Diálogo Aberto entre estudantes e professores, no pátio da Cantina do CERES, a partir das 20h, debatendo o assunto. 

Para o Diálogo de hoje, os integrantes do Movimento confeccionaram cartazes que expressam o espírito de luta, e de combate ao ato de se acomodar ou permanecer 'em cima do muro': "Quem se cala apoia o opressor", "Diante da Injustiça não existe neutralidade", além de tantos outros.

O Movimento de Ocupação Estudantil iniciou dia 25 de outubro e permanece por tempo indeterminado, em oposição a PEC 241, que já foi aprovada na Câmara dos Deputados e será votada no Senado como EC 55/2016. Em nota lançada pelos integrantes do Movimento, eles destacam: 

Cartazes feitos pelos integrantes do Movimento
“Nos opomos fortemente a aprovação da PEC 241 que pretende limitar os investimentos estatais durante os próximos 20 anos, bem como a outras medidas que claramente tem como objetivo o benefício das classes altas em detrimento das classes desfavorecidas, como a Reforma do Ensino Médio e outros projetos de amordaçamento da população”.

A nota acrescenta: “A ocupação tem como objetivo principal a mobilização de todas as categorias do CERES – corpo discente e corpo docente, bem como servidoras e servidores para uma greve geral unificada de tempo indeterminado, movida por uma pauta comum”

Parte da Biblioteca Autônoma montada pelo Movimento
Na UFRN os ocupantes realizam plenárias, exibem filmes que provocam a reflexão e realizam debates, em roda de conversa, além de estudar sobre a situação política do país; inclusive, através da Biblioteca Autônoma que eles montaram na ocupação, favorecendo a leitura e o entendimento sobre a situação política do país e a referida PEC. 

Para permanecerem na Ocupação os estudantes recebem doações diversas de alimentos; cozinham na própria UFRN, e dormem acampados em barracas distribuídas pelo Campus. Eles persistem unidos, e sobretudo bem informados.  Constantemente são realizados grupos de estudo, inclusive no último sábado, às 15h, o Grupo de Estudos esteve reunido sobre a PEC 241, aberto ao público. 

Também acontece frequentemente o Cine Debate, onde são exibidos filmes que provocam o debate sobre o momento atual no Brasil, como "Acabou a Paz" e o documentário "Yndio do Brasil" que contou com aula pública ministrada pelo professor Dr Fábio Mafra na praça do CERES.

Até o momento o Movimento permanece por tempo indeterminado no CERES. 

Pelo Brasil, conforme a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas - UBES, em balanço de 28 de outubro, já somavam 1.197 escolas ocupadas pelo país. 


Anna Jailma
Fotos - Ocupação CERES


Nenhum comentário: